Egon No Local: a qualidade de dados na sua casa

Egon On Premises: toda a segurança de uma clássica instalação no local.

EGON “NA EMPRESA”: Segurança E rendimento

egon no local premiseEgon é distribuído e colocado em funcionamento com a sua instalação ad hoc na empresa, em servidores do cliente, e é utilizado através da sua rede intranet mediante uma comunicação contínua entre os processos dos aplicativos da empresa e o motor.

CONTATE-NOS E DESCUBRA COMO IMPLEMENTAR JÁ EGON NA SUA EMPRESA.

Este tipo de uso, naturalmente, implica maiores custos de implementação devido à instalação ad hoc do produto, que será feita in loco, diretamente em servidores da empresa. Por outro lado, apesar de um investimento inicial superior, este serviço é preferido por usuários tecnologicamente mais avançados, que pretendem um controle completo de toda a infraestrutura técnica necessária para operar de forma eficaz.

COMO UTILIZAR EGON?

Atualmente Egon pode ser utilizado com as seguintes modalidades:

  • Batch: Egon übernimmt das gesamte Datenarchiv, verwaltet die Bereinigung und liefert als Output eine standardisierte Datenbank.
  • Integração com aplicativos empresariais (online – batch): mediante web service, Egon é integrado com aplicações empresariais que o utilizam em modalidade tempo real (Egon funciona online via intranet local, diretamente durante o uso da aplicação, como suporte à entrada de dados) ou em modalidade batch automatizada no interior dos processos.
  • Integração com ambientes padrão sob forma de plugin (aplicações empresariais): In diesem Fall wird Egon in vorhandene Systeme vor Ort integriert, wie Oracle, Google, Windows, SAP usw.
  • OnLine: neste caso se refere a uma interface internet com a qual usufruir em modalidade tempo real de certas funções, como por exemplo a normalização de determinados endereços
  • Autocompletamento: suporte para a entrada de dados mediante sugestões automáticas de valores possíveis em tempo real, durante a digitação e a entrada de dados em formulários.
Share on Google+0Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn0